De olho em Rio das Ostras-RJ

De olho em Rio das Ostras-RJ

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Melhoria do Transporte Público é uma das Metas do Plano de Mobilidade Urbana!

Documento reconhece papel histórico do serviço de vans e prevê parcerias e apoio a investimentos no Transporte Público.

Vans e ônibus transportam cerca de 70 mil passageiros diariamente em Rio das Ostras. Os dados da Secretaria de Transportes Públicos, Acessibilidade e Mobilidade Urbana demonstram como o transporte público é fundamental para o Município. Esse é um dos motivos que fizeram com que esse setor tenha merecido atenção especial no Plano de Mobilidade Urbana de Rio das Ostras, encaminhado ao Ministério das Cidades, no dia 15 de abril. 
Na comparação com veículos particulares, de carga e não motorizados, apenas 8% das viagens realizadas no Município são feitas por transporte público. Em municípios de médio porte, como é o caso de Rio das Ostras, a faixa de viagens realizadas por transporte público varia entre 13% e 18%. Em Sorocaba, cidade modelo em mobilidade urbana, esse percentual é de 28%.

Portanto, o cenário atual revela a necessidade do Poder Público dar condições e apoiar investimentos no setor. O plano aponta a necessidade imediata de atender à legislação federal, Lei 12.587/12, no que tange à licitação para a operação do Sistema de Transporte Público, realizado por ônibus, e do subsistema, feito por vans. Atualmente, a operação de ônibus no Município é controlada pelo Departamento de Transportes Rodoviários do Rio (Detro-RJ).

Uma pesquisa, presencial e pela internet, realizada pela Secretaria de Planejamento, com mais de 1,3 mil moradores, apontou as principais características e necessidades da população em relação ao transporte público em Rio das Ostras. Os dados da pesquisa deram fundamento ao plano, que permitirá ao Município receber investimentos do Governo Federal.

De acordo com o Secretário de Transportes Públicos, Edson Luiz Pereira, o incentivo à utilização do transporte público é uma medida que pode ter reflexo por vários motivos.

“A utilização do transporte público proporciona maior fluidez ao trânsito, menor impacto ambiental e economia, já que um carro consome 30 vezes mais combustível por passageiro do que um ônibus”, explica o secretário.

VANS – Rio das Ostras adotou o subsistema de transporte, realizado por vans, como base do transporte público, o que é incomum na maior parte das cidades do país. Características deste tipo de veículo, como a boa velocidade de atendimento e locomoção nas vias do Município são alguns dos benefícios que explicam o êxito das vans em Rio das Ostras. Além disso, o Município é um dos poucos cujo subsistema é normatizado e regulamentado.

O papel histórico das vans, que prestam atendimento à população há cerca de 10 anos, também é destacado no plano, sendo uma das justificativas para a manutenção do serviço.

“Temos que valorizar nossos permissionários. No momento em que a população mais precisava, quando havia sérias dificuldades de transporte na cidade, eles se apresentaram e, até hoje, seguem servindo à população. A manutenção do subsistema de transporte, além de uma necessidade, é um reconhecimento a estes profissionais”, explica o prefeito Sabino.

Apesar dos pontos positivos, a pesquisa revela também aspectos que precisam ser melhorados como o cumprimento de itinerários e horários; o atendimento a passageiros e o respeito às leis de trânsito. Entre outras medidas, o plano prevê cursos de sensibilização e conscientização para a reciclagem permanente de motoristas, além da adoção de fiscalização eletrônica nas vias municipais.

ÔNIBUS – De acordo com a pesquisa, a principal reclamação da população em relação ao atendimento realizado por ônibus é o valor da tarifa, regida pelo Detro-RJ.

O plano prevê que, no processo de licitação para implantação do Sistema de Transporte Público, as empresas interessadas deverão cumprir exigências, como a construção de dois terminais de integração e de quatro terminais tubulares, para eixos troncais (na rodovia).

Um comentário:

  1. Vai ser muito bom desde que a passagem continue a mesma e que tenha ônibus toda hora como as Vans.

    ResponderExcluir