De olho em Rio das Ostras-RJ

De olho em Rio das Ostras-RJ

sábado, 30 de maio de 2015

Programa Saúde na Escola promove educação sem violência em Rio das Ostras

 Equipe ministra oficinas para pais dos alunos das creches municipais e Casas da Criança. 

 Como parte das atividades do Programa Saúde na Escola (PSE), em Rio das Ostras, as secretarias de Saúde e de Educação estão promovendo a educação com base no diálogo, sem violência. Até setembro, as equipes estão ministrando a oficina “Educar com Respeito: caminhos para uma vida saudável”, para pais e responsáveis dos alunos das creches e Casas da Criança do Município.

A última oficina realizada, aconteceu nesta semana, na Creche Dona Cota, com a participação de 35 famílias das crianças matriculadas na unidade. Com base no diálogo entre os profissionais de educação e de saúde com os responsáveis pelos alunos, a oficina propõe uma reflexão sobre as diferentes formas de violência e suas consequências.

“Nosso objetivo é mostrar que a educação e disciplina devem se dar pela via do afeto, diálogo, exemplo e valorização”, explica Michella Câmara, coordenadora do PSE pela Secretaria de Saúde.

As oficinas envolvem assistentes sociais, enfermeiros e professores dos Programas Saúde da Criança e Saúde na Escola.

Em junho, a equipe do PSE estará nas creches Dona Senhorinha, no Recanto, e Valdira Flausino Rodrigues, em Nova Cidade.


PSE
 – O Programa reúne uma equipe multidisciplinar com profissionais da Saúde e Educação, além de contar com parcerias com a Universidade Federal Fluminense (UFF), com MC Natan, entre outras.

O PSE contribui para a formação integral dos estudantes, por meio de ações de promoção da saúde e prevenção de doenças, além de enfrentar as vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens da rede pública de ensino.

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Federação Nacional de Capelania Realiza Formatura do Primeiro Grupo de Capelães Formado em Rio das Ostras-RJ

                                                              Fotos:De Olho em Rio das Ostras.
 O De Olho em Rio das Ostras foi convidado pela Federação Nacional Civil de Capelania, FENCCAP, que realizou nesta quarta feira, 27 de maio a sua primeira Cerimônia de Formatura de Capelães de Rio das Ostras, no salão de convenções do  Rio das Ostras Praia Hotel localizado na Praia da Tartaruga.
À solenidade compareceram representantes de várias congregações , representantes da sociedade civil e familiares dos formandos.

Para compor a Mesa de Honra foram convidadas as seguintes autoridades:
Presidente da FENCCAP, Capelão Pastor Wilson Silva de Lima; Presidente Regional, Capelão Pastor e Dr. Roberto Bittencourt; Professor Capelão, Pastor Aroaldo de Oliveira;  Capelão da UNIPAS Brasil, Pastor Itamar Rosa,  Presidente da CAP LAGOS, de Araruama, Capelão Pastor Sobral e o presidente da Cruz Vermelha Brasileira de Casimiro de Abreu, Sr. Rogério Dávila, 
A FENCCAP com suas atividades de ressocialização tem prestado um grande serviço no Rio de Janeiro e em vários estados do Brasil, devolvendo a sociedade, pessoas resgatadas, tratadas e plenamente recuperadas em todos os aspectos, espiritual, psicológico e moral. Homens e mulheres, que outrora eram marginalizados e tidos como lixos da sociedade e agora, são pessoas do bem, ajudando a reconstruir a nação.
A federação vem atuando na área de ensino, pelas escolas, faculdades, igrejas e comunidades, formando capelães para uma melhor atuação e atendimento de excelência pelas diversas organizações e lugares que lidam com o ajuntamento de pessoas, como, presídios, quartéis militares, hospitais, escolas, empresas, cemitérios e nos centros de recuperação de dependentes químicos.
Em Rio das Ostras a FENCCAP contou com a atuação do Pastor, Professor e Capelão Aroaldo de Oliveira para preparar e formar cidadãos para a árdua missão de servir o próximo sempre que forem solicitados além de terem o privilégio de se tornarem os primeiros capelães do próspero município.

Receberam os diplomas e credenciais os 14 formandos,  nesta cerimônia,  que concluíram com êxito o período de cinco meses de formação especializada no compromisso social e humanitário. São pessoas do bem que, entusiasmadas que se dedicaram ao aprendizado de melhor servir ao próximo e estão capacitadas para atender nas mais diversas áreas da sociedade.
Devido o crescimento absurdo da violência, o aumento do consumo de drogas e a multiplicação cada vez maior dos dependentes químicos, além das doenças contagiosas, DST, HIV faz-se necessários cuidados especiais de pessoas especializadas e dedicadas para lidar com sabedoria e habilidade com esses dependentes frutos desses distúrbios da mentalidade retrógrada da libertina proposta do moderno sem limites que tem destruído boa parte da população brasileira.                                    
Durante a Cerimônia os formandos cientes de suas missões de entrega para confortar o próximo nas mais diversas situações, seja na difícil tarefa de consolar familiares quando se despedem de entes queridos em Cemitérios, em Centros de Recuperação  ou no apoio incansável aos dependentes químicos, não esconderam a emoção e o peso da responsabilidade que os aguardam e foram agraciados com seus diplomas e credencias quando os familiares orgulhosos aplaudiram e vibraram muito com esse primeiro de Capelães formado em Rio das Ostras.
O Presidente da Cruz Vermelha de Casimiro de Abreu, senhor Rogério Dávila em seu discurso  fez questão de destacar o importante personagem da história contemporânea Henry Dunan,  fundador da Cruz Vermelha mundial, citando-o como o maior exemplo humanitário que o mundo conheceu, inclusive o primeiro a conquistar o Prêmio Nobel da Paz e fez uma comparação entre o gesto de Henry Dunan e a tarefa de Capelão por priorizar o bem estar do seu semelhante.
O Pastor Aroaldo de Oliveira em seu discurso emocionado pelo sentimento do dever cumprido por comprovar a solidez dos seus alunos declarou:
“Estamos levantando um grande exército de cidadãos do bem, homens e mulheres que farão a diferença neste país e no mundo”.
“O plano de Deus será resplandecente através dessas luzes que se ascendem, quando cada um de nós passarmos a entender a grandeza do seu amor e dedicarmos a nossa vida ao auxílio de nossos semelhantes. Se aliste neste exercito, você também”! Disse o dedicado Pastor Aroaldo.

Ao de Olho em Rio das Ostras o Pastor Aroaldo falou com muito orgulho do trabalho que desenvolveu com este pioneiro grupo, desde o início do curso até esta noite que pra ele é também uma consagração por ter contribuído pra formar cidadãos que irão servir com dedicação à sociedade riostrense:



                                        Veja Mais Fotos do Evento.

terça-feira, 26 de maio de 2015

Guarda Municipal e PM Promovem Ações conjuntas em Rio das Ostras

 A Guarda Municipal de Rio das Ostras em parceria com a Polícia Militar vem realizando ações conjuntas para garantir um trânsito e uma cidade mais segura para moradores e visitantes. Em pouco mais de um mês foram feitas mais de 120 operações, com recolhimento de veículos e documentos irregulares. O trabalho resultou ainda na prisão de foragidos da polícia e apreensão de veículo roubado.

As operações são feitas com base nos levantamentos da inteligência da PM, de forma a identificar possíveis envolvidos com tráfico de drogas ou outros crimes, que estejam foragidos. A ação resultou na prisão de Adelton Pinheiro Veneza, que tinha um mandato de prisão preventiva contra ele, e de Leilson Tavares Silva, que tem 19 passagens pela polícia. Também foi encontrado um carro com placa de Cabo Frio, que foi roubado e encontrado durante uma blitz na Praia do Bosque.

Neste período também foram registradas mais de 220 infrações de trânsito, como veículos sem licenciamento, condutores com carteiras de habilitação vencidas. Mais de 100 veículos foram recolhidos por irregularidades nos equipamentos de segurança.  
 De acordo com o secretário da Guarda Municipal, Paulo César Viana, desde o início das operações conjuntas, vem decaindo o número de furtos e roubos na cidade.

“A presença de viaturas da PM pelas ruas e localidades do município vem contribuindo para reduzir a violência. O apoio da Guarda Municipal tem sido permanente e, para ampliar nossa ação, o Município está investindo na compra de mais 10 motos”, completou o secretário. 

domingo, 24 de maio de 2015

Rio das Ostras Realiza a 10ª Conferência Municipal de Educação Planejando a Próxima Década.


                                                Fotos: De Olho em Rio das Ostras-RJ.
Nesta sexta feira, 22 de maio foi realizada a abertura da 10ª Conferência Municipal de Educação de Rio das Ostras com o tema “Plano Municipal de Educação - Planejando a Próxima Década”, a  solenidade teve início por volta das 18 horas no Colégio Municipal Professora América Abdalla, em Nova Esperança,  contou com a representantes do poder público, secretários e subsecretários, sociedade civil organizada, diversas autoridades, pais de alunos e moradores de Rio das Ostras em geral.

Para compor a Mesa de Honra: Diretor do Colégio Abdalla, Professor Marcio Teles; Membro do Fórum Municipal de Rio das Ostras e representante de pais de alunos, Silvana Cortez Ambrósio; Subsecretária municipal de Educação, Dalva Fragoso; Secretária municipal de Educação, Professora Andréa Machado; Presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal e representando o Presidente da Câmara e demais vereadores, Vereador Eloi Dutra; Procurador Geral do município Dr. Eduardo Pacheco e o Prefeito Sabino.     

 Pela primeira vez a conferência está sendo realizada pelo Fórum Municipal de Educação de Rio das Ostras - FMERO, instituído pelo decreto nº 0803/2013. Esta edição da conferência tem o objetivo de refletir, discutir e propor metas e estratégias para a construção do Plano Municipal de Educação.
  Os Planos Municipais de Educação, são documentos com força de lei que estabelecem metas para que a garantia do direito à educação de qualidade avance em um município no período de dez anos e devem ser construídos com a participação social é de extrema importância para que se possa planejar e definir metas para a educação do município de  Rio das Ostras, visando a melhoria para os próximos anos.
Com esse intuito a Secretaria municipal de Educação favorece processos de participação e de decisão coletivos sensibilizando e mobilizando a sociedade e o poder público para o efetivo envolvimento nesse processo de construção.
   O Fórum de Educação e a Secretaria de Educação estão empenhados em cumprir o prazo previsto na Lei Federal nº 13005, de 25 de junho de 2014, que estabeleceu o período de um ano para os municípios elaborarem ou adequarem o Plano Municipal de Educação.

               
Em seu discurso a Secretária de Municipal de Educação professora Andréa machado falou da contribuição desta Conferência para o ensino nas próximas décadas:
“Apesar da educação se encontrar numa situação delicada no âmbito municipal, estadual e nacional, encontramos desafios e o nosso objetivo é de traçar ações que possam de alguma maneira contribuir para a construção de uma educação municipal que visa à dignidade da participação humana”.
“A Conferência neste sentido através desse eixo de discussão exerce uma função vital nesse momento, suplantar ideias de que a educação deve ser apenas imediatista e que na realidade são primordiais aprimoramentos e transformações nas questões que envolvem a educação”.
“Tomei emprestado o pensamento de Jose Martim quando ele diz: “As soluções não podem ser apenas formais, elas devem ser essenciais”.
“Por que é importante falarmos da vaporização profissional na educação? Quanto custa os nossos sonhos? Quanto custa a educação que queremos”?
“Dentro dessa perspectiva a construção do plano municipal de educação tem como objetivo de submeter às bases sobre as quais se debruçam as ideias e a estrutura de ensino” enfatizou a Secretária.
Ao De Olho em Rio das Ostras a Secretária falou de duas das principais mudanças para o o futuro da educação no município:

O Presidente da Comissão de Educação da Câmara municipal, Vereador Eloi Dutra, muito aplaudido, prometeu que todo esforço será feito e se dispôs a contribuir para que os objetivos dessa conferência sejam atingidos:
“Esperamos que dessa décima conferência  municipal de educação possamos fazer  uma revisão para o nosso plano municipal de Educação pra se adequar ao plano nacional”.  
   “Nesse plano temos que mensurar quanto será investido na educação, porque educação é investimento e nós estaremos investindo no futuro da nossa cidade, no futuro do nosso Brasil”, destacou o Vereador Eloi Dutra.  
O Prefeito Sabino em seu discurso falou da evolução da educação de Rio das Ostras e da necessidade de se adequar a realidade atual:
“A educação especialmente em Rio das Ostras em muito pouco tempo deu um grande salto, ela saiu de um tempo de total atraso e acompanhou o desenvolvimento da nossa sociedade”.
“Em 1997 quando assumi a prefeitura pela primeira vez, então um prefeito muito jovem, o município tinha seis escolas, pequenos prédios,  pequenas unidades escolares”.
“A quantidade de alunos na nossa rede municipal não chegava a trezentos alunos e nós achávamos que era muito e hoje estamos nos aproximando de vinte e cinco mil alunos numa rede municipal que precisa crescer numa cidade que permanentemente cresce”.
“Uma cidade que não quer ouvir falar em crise, para uma população que se habituou a receber uma boa qualidade dos serviços públicos  e não abre mão dessa qualidade, daí pra frente, daí pra melhor”.
“Professores eu quero agradecer a todos voces publicamente, diretoras, merendeiras, monitoras, agentes, pessoal que faz a limpeza das nossas unidades e a todos os envolvidos na educação de um modo geral”.
“Voces não tem ideia da crise sem precedente que o Brasil está vivendo e especialmente a nossa região”.
“Lá atrás quando eu assumi o governo em 1997 os nossos servidores não recebiam salários há seis meses e no ano anterior as nossas escolas praticamente não tiveram o segundo semestre, as aulas se encerraram nas férias do meio de ano”.
“O maior desafio que estou vivendo como gestor público é nesse momento, porque lá atrás a crise era de Rio das Ostras, o estado do Rio de Janeiro nem o Brasil não viveram aquela crise, agora essa crise atual veio de fora pra dentro ela não foi gestada aqui, ela nos foi empurrada goela à baixo”.
“É um grande desafio que estamos vivendo e agora é que faz a diferença entre o político e o gestor, porque quando voce tem fartura de recursos tudo é mais fácil, mas administrar a carência é muito mais difícil”    
“Já há alguns meses a prefeitura não arrecada para cumprir as suas despesas mínimas, mas a gente não perde a vontade, a gente não se rende, a gente não se entrega e fundamentalmente não deixamos em nenhum momento   não deixamos de acreditar nessa cidade e em voces”.
“Essa educação nova que eu penso não é só o ensino das matérias, como portugues, matemática e outras, é, sobretudo uma educação humanitária para aproximar as pessoas, para que se respeite como são, fazer pessoas livres”.   
“Nós estamos profundamente preocupados com as notas, é preciso a gente encontrar um novo caminho pra gente chegar à juventude e o caminho não pode ser pela repressão e não pode ser do policial na porta nem armado dentro da escola e é isso que mais a sociedade pede a prefeitura”
“Nós estamos aqui, dispostos, a Câmara de vereadores, Eloi Dutra Presidente da Comissão de educação e líder do governo na Câmara, num momento tão difícil e que as cobranças se ampliam, mas eu não tenho dúvida alguma e quem viveu Rio das Ostras nos anos de 96 e 97 e até 98 não duvida da capacidade dessa cidade se reerguer e superar qualquer problema e nós vamos superar os nossos problemas”.
“Professores e profissionais da educação a missão mais importante da sociedade está entregue a voces, o mais valioso e o maior bem que a sociedade está entregue  em suas mãos, os nossos filhos, vamos dar a eles amor e assim eles com certeza irão amar o próximo” finalizou o prefeito”.           
  
De Olho em Rio das Ostras ouviu o Prefeito que falou com otimismo do futuro da educação no município:

   
  Após o discurso do Prefeito Sabino a Secretária de Educação, Andrea Machado, apresentou um panorama histórico dos planos municipais de educação de Rio das Ostras.
Em seguida houve a leitura e aprovação do Regimento Interno da conferência. 
No sábado, dia 23, o credenciamento começou às 7h30 e, a partir das 8h20, teve início as discussões em grupos de trabalho divididos nos seguintes temas: Eixo I – Ensino Superior; Eixo II – Ensino a Distância; Eixo III – Educação de Jovens e Adultos; Eixo IV - Valorização do Magistério e Formação Profissional; Eixo V – Gestão e Financiamento; Eixo VI – Educação Infantil; Eixo VII –Ensino Médio; Eixo VIII – Educação Especial; Eixo IX –Ensino Fundamental. A partir das 14h, foram apresentados os trabalhos e, às 17h, o encerramento da conferência.

                               Veja mais fotos do Evento


sexta-feira, 22 de maio de 2015

Campanha de Vacinação contra Gripe é prorrogada em Rio das Ostras!

Município precisa intensificar a procura pelas unidades de saúde para ampliar a cobertura da vacinação


A Prefeitura de Rio das Ostras prorrogou até o dia 3 de junho a Campanha de vacinação contra a gripe, seguindo orientações da Secretaria Estadual de Saúde. O novo prazo tem como objetivo atingir a meta inicial do Ministério da Saúde, que é imunizar 80% do público alvo, formado por crianças de 6 meses a 5 anos incompletos, doentes crônicos, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, gestantes e mulheres com até 45 dias após o parto.

Quem precisa tomar a dose deve procurar um dos postos de saúde, de acordo com os horários de vacinação de cada unidade. Até o momento somente 35% do público esperado foi imunizado.

A campanha tem o objetivo de reduzir a mortalidade, complicações e internações por infecções causadas pelo vírus da influenza na população que precisa de mais proteção. É importante levar a caderneta de vacinação.

A escolha pelo período do outono para a aplicação da dose é estratégica, pois a vacina precisa de duas semanas para induzir a proteção e de quatro a seis semanas para que a máxima proteção seja alcançada. Como o inverno é período de maior circulação do vírus, tomando a vacina no outono garante-se máxima proteção no período de maior transmissão da gripe.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Superior Tribunal de Justiça dá ganho de causa a Rio das Ostras contra Odebrecht

                                                 Prefeitura de Rio das Ostras-RJ-Secom
Ministro Dr. Francisco Falcão-Presidente do STJ-Divulgação.
Em decisão proferida nesta terça-feira, 19, o Presidente do Superior Tribunal de Justiça – STJ, Ministro Francisco Falcão, deu ganho de causa à Prefeitura de Rio das Ostras em ação contra a Odebrecht Ambiental. O STJ, a pedido da Procuradoria Geral do Município, reconheceu a validade da Lei Municipal nº 1890, de 2015, que limita em 15% o comprometimento dos royalties para pagamento da Parceria Público-Privada (PPP) firmada com a Odebrecht, em 2007.

De acordo com o presidente do STJ, não é razoável que o Poder Judiciário interfira na esfera administrativa, “e contrariamente à disposição legal do Município de Rio das Ostras, faça verdadeiro gerenciamento dos recursos públicos, determinando o repasse dos valores recebidos a título de royalties do petróleo a um ou outro contrato em detrimento da continuidade de outros serviços essenciais aos munícipes”.
Prefeito Sabino e o Procurador Geral do Município Dr. Eduardo Pacheco-Foto:De Olho em Rio das Ostras
 A Procuradoria Geral do Município, por meio do pedido de suspensão de liminar feito ao presidente do STJ, provou à Justiça que o contrato firmado, por meio da PPP, é lesivo aos cofres públicos e insustentável. Com a crise financeira que atinge Rio das Ostras e a Região, com a contínua queda nos repasses dos royalties, os danos financeiros causados pela assinatura do contrato tornam-se ainda mais graves.
 O Município contraiu uma dívida até 2024 com a Odebrecht Ambiental, desde a assinatura de uma Parceria Público Privada, em 2007, para implantação e operação do sistema de esgotamento da cidade. Atualmente, o pagamento das parcelas da PPP chega a comprometer quase a totalidade do valor recebido mensalmente pelo Município.
 No mês passado, dos R$ 7,2 milhões recebidos por Rio das Ostras a título de royalties, R$ 7,15 milhões foram obrigatoriamente direcionados para pagamento da empresa.
 Com a decisão do STJ, a próxima parcela de royalties recebida pela cidade já estará preservada pela lei municipal, podendo esse dinheiro ser investido em serviços essenciais, nas áreas de saúde, educação e infraestrutura.

A decisão do presidente do STJ se sobrepõe à do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, que garantia o pagamento integral da parcela da PPP à Odebrecht, causando, de acordo com o magistrado, “grave lesão à ordem administrativa e às finanças da municipalidade, pelo evidente desequilíbrio causado pelo direcionamento dos valores recebidos por Rio das Ostras”.

terça-feira, 19 de maio de 2015

Prefeitura lança projeto “Rio das Ostras Legal” com oferta de vários serviços

                                                               
  
A Prefeitura lançou nesta segunda-feira, 18, o Projeto “Rio das Ostras Legal”, com objetivo de levar até a população diferentes serviços, aproximando poder público e comunidade. O projeto-piloto acontece na localidade Gelson Apicelo, até sexta-feira, dia 22. Algumas equipes estão percorrendo as ruas e residências. Outros serviços estão concentrados na Igreja Assembleia  Chama Viva, que fica na rua Antônio Apicelo, 45, de 8h às 17h.   

Várias secretarias municipais estão reunidas no projeto, que inclui ação dos guardas sanitários para identificar focos do mosquito, eliminação e tratamento de possíveis criadouros. A Secretaria de Saúde também fará palestras sobre prevenção de doenças e alimentação saudável.  

A Secretaria de Desenvolvimento  está oferecendo o cadastramento no Banco de Empregos do Município. Os interessados devem apresentar carteiras de trabalho e de identidade, CPF, comprovante de residência em nome do candidato, PIS/PASEP ou cartão cidadão e certificado de reservista.

Já a Secretaria de Fazenda está orientando os moradores sobre legalização de empreendimentos e a prorrogação da anistia de juros e multas gerados até o final do ano passado, como dívidas do IPTU. A Secretaria de Obras também está na localidade, com três equipes fazendo o recadastramento imobiliário. 

Equipes da Secretaria de Serviços Públicos estão no local fazendo a limpeza de bueiros e galerias.
 O projeto será estendido posteriormente a outros locais do município, como Liberdade, Âncora, Cidade Praiana, Serramar.
 De acordo com o prefeito Sabino, a proposta é atender às principais necessidades de cada localidade, além de aproximar a Administração Pública da sociedade.
 Rio das Ostras, assim como outras cidades da Região, vive uma crise financeira, com a queda dos repasses dos royalties. De acordo com o prefeito Sabino, união e trabalho são as saídas para o município voltar a crescer.

“Sabemos que é grande o desafio de manter a qualidade dos serviços públicos. Mas contamos com o apoio da população para que Rio das Ostras continue sendo uma cidade que oferece qualidade de vida e orgulho a seus moradores”, disse o prefeito.

A legalização de imóveis e empreendimentos também contribui para aumentar a receita própria e reduzir a dependência dos royalties.

A Secretaria do Ambiente está mantendo os serviços de coleta, capina e varrição em todas as localidades. E a população deve ajudar na manutenção da cidade. Atitudes cidadãs dos moradores, como evitar jogar lixo em terrenos baldios, além de reduzir a poluição ainda evita a proliferação de insetos, que são vetores de doenças. 

sexta-feira, 15 de maio de 2015

O Clima Esquentou na Noite de Autógrafo do Autor do Livro Casimiro de Abreu, Do Poeta o Município.


Para um bom contador de histórias nada mais gratificante do que juntar uns amigos embaixo de uma arvora frondosa para ouvi-lo e proporcioná-los uma viagem no tempo sem passaportes através de seus contos.
Foi assim que fez o autor do Livro Casimiro de Abreu, “Do Poeta o Município” Quando escolheu o Restaurante Prosa Mineira que fica Na Rua Bernardo Gomes, 748 que tem a visão privilegiada do Rio São João com suas margens cobertas com belas árvores que embelezam e guardam segredos e histórias centenárias.
Maurício Rocha que é Bacharel em Comunicação Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro é também Fotógrafo profissional concursado e exerce a função na Prefeitura Municipal de Rio das Ostras recebeu amigos e admiradores para uma noite de autógrafo da sua terceira obra literária.
Num clima intimista onde ele não se limitou a assinar os livros e dar um aperto de mão, Maurício Rocha foi além e sentou junto com todos em suas mesas e não só personalizava cada exemplar com sua assinatura como  intercalava com  bom papo enquanto recepcionava seus amigos, convidados e seus seguidores de outras jornadas.
Entre colegas da prefeitura, amigos e admiradores que foram prestigiar o tão aguardado acontecimento a primeira noite de autógrafos transcorreu num clima familiar e apesar do frio que fazia na noite desta quinta feira, 14 de maio, o calor humano  e a simpatia do querido autor ajudou a aquecer o ambiente além da cachacinha mineira uma das especialidades servida pelos proprietários do Restaurante Prosa Mineira que faz jus ao nome.
Capa do Livro:Manuscritos de Casimiro de Abreu
O evento contou também com Adriana Venel filha do escritor  Mario Alves Oliveira autor de cinco livros sobre Casimiro de Abreu pela Academia Brasileira de Letras, a qual trouxe um presente enviado pelo seu pai para o seu colega Maurício Rocha, um dos livros de sua autoria: "Manuscritos de Casimiro de Abreu", que muito emocionou o “novo” escritor.
     O livro Casimiro de Abreu “Do Poeta o Município” conta a história de Casimiro de Abreu assim como a de outros municípios no Estado do Rio de Janeiro que começa em 1532 com a Capitania de São Vicente ou do Rio de Janeiro, que extendia-se entre a foz do Rio Macaé (Macaé-RJ) e a do Rio Jequererê (Caraguatatuba-SP) e que teve a primeira do Brasil, Vila de São Vicente, localizada numa ilha da Baia de Guanabara...
Barra de São João, a partir de colonos  e acontecimentos naquele início de povoamento como Arraial e mais umas das Vilas brasileiras, deve aquelas pessoas o Início da sua história.
Tanto quanto em 2015 A Cidade do Rio de Janeiro comemora 450 anos, Barra de São João tem a comemorar 156 anos de emancipação de Macaé, onde era o limite norte da Capitania, e 125 anos como cidade.
Além da história o autor nos leva a conhecer lugares da região e nos apresenta momentos de boa leitura e uma boa viagem no tempo além de uma visão do futuro do município de Casimiro de Abreu.
Samuel Mendes de Oliveira, Conselheiro da OAB/RJ, Assessor Jurídico do IPREV-CA escreveu na contra capa do livro com muita propriedade sobre Maurício Rocha de quem é amigo e seguidor de suas obras:
 “A preocupação do autor com a história de nosso município de Casimiro de Abreu, contando-a via textos e fotografias relembrando seus fatos, suas belezas naturais litorâneas e serranas, nos estimula a lutar pela preservação do ambiente onde vivemos e pretendemos ficar até quando Deus quiser”.
“Uma obra literária responsavelmente bem elaborada que será também de grande valia às gerações futuras”.
De Olho em Rio das Ostras conversou com o autor de Casimiro de Abreu, Do Poeta o município o qual fez citações de alguns trechos que o leitor vai encontrar nesta obra literária muito bem ilustrada que fará parte com certeza dos principais documentos de pesquisa sobre o município de Casimiro de Abreu:

“A intenção foi colocar na rua um produto que informe o máximo possível sobre a Cidade de Barra de São João que foi o ponto de origem do município de Casimiro de Abreu”.
“Barra de São João foi originalmente o município depois o que se conhece hoje como Casimiro de Abreu passou a ter esse nome”.
“Barra de São João e o município de Casimiro de Abreu tem origem por volta de 1619 com os Jesuítas e todo o desenvolvimento da cidade acompanhando o desenvolvimento social, comercial tem muito haver com o Rio São João que outrora foi muito navegado havia diversos tipos de embarcações circulando vindas do trecho de Casimiro que na época também chamada de localidades de Lontra”.
“A Cidade de Casimiro está instalada onde havia a Fazenda Indaiaçu que pertenceu ao pai de Casimiro de Abreu”.
Eu procurei reunir fatos desde a época colonial até os dias de hoje passando pelo o Disco Voador que pousaria em Casimiro de Abreu e muito mais curiosidades que só lendo o livro voce vai poder fazer uma agradável viagem no tempo, encerrou Maurício Rocha. “Do Escritor o Município”.    

      

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Rio das Ostras estuda ações para conter avanço do mar na Praia da Tartaruga

                                                                                         Foto:Secom
Nesta terça, dia 12, representantes da Prefeitura de Rio das Ostras se reuniram com equipe do Departamento de Estradas e Rodagens do Estado – DER/RJ e da Cedae para discutir ações que possam conter o avanço do mar na Praia da Tartaruga. Só nos últimos cinco meses o movimento do oceano já provocou a destruição de boa parte do calçadão. A Defesa Civil Municipal já interditou parte da ciclovia e um quiosque. A erosão agora ameaça as adutoras que levam água para a parte sul da cidade e a Rodovia Amaral Peixoto.

Para discutir a questão, o prefeito Sabino recebeu o gerente regional da Cedae/Macaé, Fernando Arruda, o engenheiro do DER/Macaé, Rui  Torres, e a equipe da Defesa Civil do Município.   Ficou definido como ação imediata a alocação de mais pedras na área erodida para conter o avanço do mar, em especial neste período de ressaca, quando os danos podem ser ainda maiores.

Durante a reunião, o prefeito falou por telefone com o Secretário Estadual de Obras, José Peixoto. Ele confirmou que a Secretaria estuda uma obra em caráter emergencial para tentar amenizar o problema, preservando a rodovia, que é gerida pelo Estado.    

O secretário Municipal de Obras, Wayner Fajardo, se reuniu na semana passada com o presidente do DER, Ângelo Monteiro, para discutir um projeto que possa solucionar, ou ao menos, minimizar o problema.

Preocupada com a situação, a Prefeitura enviou um ofício no último dia 14, ao Governador Luiz Fernando Pezão e o presidente da Cedae, Jorge  Briard, relatando a situação.  
                                                                          

A Prefeitura de Rio das Ostras há anos vem trabalhando para conter o avanço do mar naquele local, onde já foi construído um muro de contenção. Porém, a situação vem se agravando nos últimos anos, assim como acontece em boa parte do litoral fluminense, que enfrenta o avanço do oceano.