De olho em Rio das Ostras-RJ

De olho em Rio das Ostras-RJ

domingo, 15 de novembro de 2015

Mariana, Uma Tragédia Anunciada: Brasileiros de Minas e do Espírito Santo Pedem Socorro e a “Imprensa” Brasileira só Fala do Atentado na França!

  
Pela segunda vez este ano a França sofre atentado terrorista, a primeira foi em 07 de janeiro quando pelo menos 12 pessoas morreram e 11 ficaram feridas em um tiroteio em Paris no escritório do jornal satírico "Charlie Hebdo", que já havia sido alvo de um ataque no passado após Confundir liberdade de imprensa com insultos irresponsáveis nos quais o principal alvo foi o Profeta Maomé que teve uma provocante charge publicada o que desencadeou uma revolta na maior parte dos seus seguidores pelo mundo à fora e foi o principal motivo do ataque ao Jornal “Charlie Hebdo”.

Alguns jornalistas do referido Jornal foram mortos no ataque e outros inocentes pagaram sem saber por que com suas vidas por irresponsabilidade de um grupo de anarquistas travestidos de jornalistas com a sua falta de sensibilidade acham que pode tudo mesmo quando se trata da crença de um dos povos mais radicais do mundo que diferente do povo católico, não engolem desaforo quando atacam o livro mais sagrado por eles, o Alcorão e o seu maior representante o Profeta Maomé.
Quando se insulta a religião de um povo fica difícil de chamar isso de sátira, nem da liberdade de pensamento. No caso de Charlie Hebdo, embora não seja sátira, mas provocação vulgar, é claro, não queremos dizer que isso justifique uma ação terrorista como a que ocorreu, mas é preciso ter responsabilidade com o que se escreve principalmente quando se trata de se respeitar a crença alheia e não fomentar o ódio como se fosse um jogo desses que a garotada joga nos videogames da vida.
O que o “Charlie Hebdo” tem feito desrespeitando crenças e povos não podemos chamar de sátira, podemos chamar de qualquer coisa, menos de liberdade de Expressão e sim de anarquia de pensamento.
Quem planta vento colhe tempestade e a França vem por anos à fio atraindo ódio pela sua intolerância com estrangeiros que vivem lá com sua Xenofobia e seu pensamento de direita da maior parte dos seus cidadãos torna-se alvo de fundamentalistas e grupos terroristas  que querem chamar a atenção do mundo para suas causas. 
Na noite desta sexta feira 13 de novembro mais uma vez o mundo se volta para Paris na França que viveu mais um ataque terrorista de grandes proporções.
Neste sábado, 14 de novembro o grupo radical Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade por ataques que mataram mais de 129 pessoas em Paris e deixaram outras 352 pessoas feridas, 99 em estado grave. É o pior ataque à França na história recente.
Os detalhes deste ataque terrorista não vamos nos aprofundar porque o noticiário da imprensa brasileira está encarregada de cobrir, haja vista a última edição do Jornal de maior audiência do país o Jornal Nacional dedicou todo o noticiário ao maior ataque terrorista vivido pela capital francesa e não deu uma linha sequer aos nossos irmãos de Mariana em Minas  e do Espírito Santo  que clamam por Socorro.
 Enquanto isso a tragédia vivida por nossos irmãos mineiros da cidade de Mariana que já se estende á mais de quinhentos quilômetros de distância a 60 Quilômetros por hora alcançando o estado de Espírito Santo causando destruição por onde passa causada por outro descaso e a ganância desenfreada de uma empresa que só se preocupou até aquela fatídica quinta feira, dia 05 de novembro com seus lucros nos minérios da região tratando a segurança da população como os dejetos colocados nas represas que acumulam metais pesados que fonte da riqueza e descaso pela vida humana que habitavam uma área que simbolizava a única saída para um viver melhor por garantir emprego à maior parte da população que não tinham ideia do perigo que corriam e confiavam na fiscalização das autoridades competentes.
A imprensa brasileira em momento algum deu a verdadeira importância a esta devastadora catástrofe com prejuízos ainda incalculáveis ao ecossistema e a dor que causou a toda uma região e seus moradores que além de perderem seus bens materiais choram a perda dos seus do mais importante de suas vidas, os seus entes queridos.  
Não que não estamos preocupados como que aconteceu com Paris e que não reprovamos todo e qualquer tipo de terrorismo, mas o que gostaríamos era que as autoridades e a imprensa de um modo geral dessa a devida importância e atendesse o apelo de um povo que não sabem pra onde ir se é que tem pra onde e para que façam e devida pressão para que a Mineradora Samarco arque com todo mau que causou e ainda vai causar ao meio ambiente e a todos os cidadãos de bem que tiveram a sua vida ceifada e para os sobreviventes que perderam tudo o que tinham de precioso.
Estipular a menos de uma semana uma quantia irrisória de R$ 200 milhões de reais para empresa que causou estes danos ainda é muito pouco porque ainda não foi feito nenhum estudo dos danos causados no total e se fosse num país sério essa empresa fecharia as suas portas não sem antes pagar por todos os prejuízos ao estado e ao país.
Apesar de toda imprensa brasileira não está dando importância  a essa terrível catástrofe tratando como se fosse uma enchente qualquer já foi considerada por alguns especialistas pior do que o Tsunami do Japão  pela sua extensão e danos a natureza.
O povo brasileiro de um modo geral é muito solidário principalmente quando a questão é internacional, mas quando acontece no Brasil e principalmente fora dos grandes centros não tem muita importância.
Hoje deparamos com as redes sociais com fotos de solidariedade ao que aconteceu nesta sexta feira em Paris, fotos, depoimentos chorosos e muitos até amigos meus virtuais fantasiados de azul e branco as cores da bandeira francesa e não ouvimos mais falar nada sobre o mar de lama podre que já chega ao Espírito Santo levando morte aos peixes, aos pássaros e deixando a população por onde esse lamaçal poluído trás a desgraça para a região sem contar o perigo que ainda corre com a terceira represa que segundo se sabe é bem maior que as duas que se romperam ameaça ruir.
Quem chora por nós brasileiros que sofre por dar créditos e votos a quem não tem nada pra nos dar?
Quem chora por vós povo de Mariana que apesar de tudo que essa Mineradora  causou o Prefeito vem a público dizer que sem ela será pior porque a cidade vai acabar como se fosse a única salvação de um povo  a Samarco que pode até ter levado pão à mesa da população e seus arredores, mas tirou de todos a dignidade  de não ter onde morar e a dor no coração que não tem nenhum cardiologista no mundo que possa curar a dor da perda de quem amamos.
Neste sábado o Cristo Redentor, o Monumento das Bandeiras em São Paulo e o Palácio do Planalto em Brasília estão com as cores de Bandeira de França.
Será que alguém sabe cantar o hino de Mariana?
Quais as cores de sua Bandeira?

Já chorei e tenho chorado muito por voce povo sofrido de Mariana e de todo o Brasil que chora pelo o abandono e o descaso dos mandantários e nem por  isso O “mundo não chora por nós”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário